quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Me lembro de tudo o que vivemos, e consigo sorrir!


Hoje eu me lembro de tudo que vivemos, e consigo sorrir. Você não deve fazer ideia do quanto eu fiquei aborrecida comigo mesma por ter deixado, que algumas coisas acontecessem com a gente, mas, eu sempre busquei a melhor forma para seguir em frente, e saiba que eu segui em frente pensando em mim ~mais uma vez você vai dizer o quanto sou orgulhosa~, mas qual era a minha alternativa a não ser olhar para as coisas ruins que vivemos e seguir o meu caminho? Se eu não lembrasse do quanto eu já havia chorado e sofrido por causa de nós, com certeza eu teria voltado atrás, e acredite, essa não era a coisa certa a se fazer.

Hoje eu me lembro de tudo o que vivemos e entendo o quanto cada segundo teve sua participação especial para que eu me tornasse quem sou hoje. Quando nos conhecemos, naquele dia, sem nenhuma pretensão, não imaginei que, com as voltas que o mundo ainda daria, que um dia estivéssemos assim, juntos e ao mesmo tempo tão distante. Juntos, pelo sentimento e consideração que ainda existe, e distante, pois uma possível trombada de nossos olhares seria um erro ~digo que um possível pecado capital~.

Hoje eu me lembro dos nossos piores momentos e, por incrível que pareça, olho pro céu, respiro fundo, e posteriormente, faço o que posso para olhar bem para dentro de mim e entender que cada momento que vivi, foi por algo que eu mesma fiz, sejam coisas boas ou não, e eu me sinto agraciada por cada ato, por cada palavra dita, por cada passo dado. Porque eu gosto do que vejo em mim, eu gosto de ver a pessoa que me tornei.

Hoje eu me lembro dos nossos abraços, beijos, discussões, conversas, e sinto saudade. Sinto saudade, pois foram coisas boas, e eu aprendi que coisas boas nós temos que levar sempre conosco. Mas aprendi também, que, os momentos não são únicos. Que podemos nos apegar na energia boa que eles nos trazem, e fazer com que de certa forma, sejamos felizes ou até mais do que já fomos.

Hoje eu me lembro de tudo o que vivemos, e sinto uma vontade enorme de agradecer. Agradecer por você aparecer, por me fazer feliz, por me fazer mulher, por me fazer chorar, e por você mesmo curar a minha dor.

Hoje eu me lembro de tudo o que vivemos, e finalmente, eu consigo sorrir!


Ouvindo: Want to Want Me – Jason Derulo


2015 Doce Menina Blog | jubarbosadm@gmail.com | Layout editado por Julyane Barbosa| Todos os direitos Reservados! ©